terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Forró japonês, pagode japonês... :p

Será “alucinação” coletiva?
Prefiro acreditar que seja “globalização”. Isso mesmo, aquela palavrinha que o seu professor de geografia taaanto diz. Com os meios de comunicação e de troca de informações evoluindo à “velocidade da luz” isso não deveria ser mais tão novidade, mas confesso que ainda me surpreendo com tudo que isso proporciona.
Me diga: se esses vídeos abaixo não são respectivamente “forró” e “pagode”, eu não sei o que é...hehehehehe

Confira!!!

Grupo: Shonan No Kaze



Grupo:Y-no

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

"Curvas" podem ajudar a viver mais,e não são as curvas da estrada de Santos não!






Pessoas com gordura nas coxas e nas costas podem viver mais, porque a gordura prende partículas adiposas nocivas e produz ativamente compostos úteis, segundo um estudo publicado nesta terça-feira.
Muitas pesquisas já demonstraram que o acúmulo de gordura na região da barriga causa mais propensão a morrer de doenças cardíacas e outras causas, mesmo em relação a pessoas que acumulam peso na parte de baixo do corpo. As razões para isso não estão claras -- talvez se deva a diversos mecanismos, segundo Konstantinos Manolopoulos, da Universidade de Oxford (Grã-Bretanha).
"É o papel protetor da parte de baixo do corpo, ou seja, a gordura gluteofemoral, que é notável", escreveu Manolopoulos na revista International Journal of Obesity. "As propriedades protetoras do depósito de gordura da parte inferior do corpo já foram confirmados em muitos estudos", acrescentou.


A gordura nas nádegas e coxas parece armazenar o excesso de ácidos graxos, disse Manolopoulos, que reviu estudos científicos já publicados para escrever o seu relatório.
Pessoas em formato de pêra também parecem ter níveis menores das chamadas citoquinas inflamatórias -- sinalizadores químicos envolvidos na reação do organismo a infecções, e que também podem ter um papel nas doenças cardíacas e na diabetes, quando estão inadequadamente ativas.


A gordura das pernas também pode absolver gorduras alimentares, impedindo que sobrecarreguem o organismo de quem come demais, segundo o pesquisador, e podem ser mais estáveis, já que estudos mostram que a gordura abdominal se quebra com mais rapidez durante o jejum ou o estresse, liberando componentes potencialmente nocivos.

"Os mecanismos regulatórios exatos da liberação e armazenamento do ácido graxo e seu efeito sobre o metabolismo de ácidos graxos em curto e longo prazo ainda têm de ser analisados," escreveu Manolopoulos.


Ainda segundo o estudo, a gordura da perna também pode ser mais eficaz na produção de hormônios como a leptina, gerada pela gordura e que afeta o apetite e o metabolismo. Manolopoulos disse que esse fenômeno ainda é pouco compreendido.
Outros estudos defendem que "Mulheres-violão" têm maior chance de serem mais brilhantes do que as “retas” e podem produzir filhos mais inteligentes, sugere um novo estudo estado-unidense.


Pesquisadores estudaram 16 mil mulheres e meninas e descobriram que as mais voluptuosas se deram melhor em testes cognitivos, assim como seus filhos.

Cintura fina: padrão de beleza que não é comum.

Quanto maior a diferença entre a cintura e os quadris, melhor.

Os pesquisadores, que escreveram na revista científica Evolution and Human Behaviour, especularam que isso se dá devido a ácidos graxos encontrados nos quadris.
Nessa área a gordura tende a ter maior concentração de Ômega-3, o que pode melhorar as habilidades mentais das mulheres e também de seus filhos durante a gravidez.


E viva aos "renascentistas"!!! hehehe :P

sábado, 2 de janeiro de 2010

Merda ao vivo: Jornalista Boris Casoy faz comentário desnecessário,e "põe" desnecessário nisso.



O âncora da Band Boris Casoy lamentou nesta sexta-feira (1º) as ofensas proferidas a garis que apareciam na edição de Réveillon de seu telejornal noturno. A gafe foi cometida após o "Jornal da Band" mostrar imagens de lixeiros desejando felicidades aos telespectadores da emissora.

Eduardo Laviola/Band

Âncora da Band lamentou a gafe cometida na edição de Réveillon do telejornal noturno
Sem saber que o áudio estava sendo transmitido, Casoy comentou: "Que merda: dois lixeiros desejando felicidades do alto da suas vassouras. O mais baixo na escala do trabalho".

O vídeo caiu na internet algumas horas depois e foi repudiado por internautas.

"Foi um erro. Vazou, era intervalo e supostamente os microfones estavam desligados", disse, em conversa com a Folha Online por telefone. "Errei mesmo. Falei uma bobagem, falei uma frase infeliz. E vou pedir desculpas."

Casoy é conhecido pelo bordão "Isso é uma vergonha".


Qeu merda Boris !!! errar é humano! errar com o audio "aberto"...nem sei o que é...srrsrsrss